quarta-feira, 13 de outubro de 2010

BELEZA É FUNDAMENTAL?

Jeffferson Magno Costa

 
    Para o grande apaixonado Vinícius de Morais, sempre foi. É o que ele diz no início do seu conhecidíssimo poema, Receita de mulher, que contém os ingredientes da mulher ideal, uma poesia repleta de surpresas, de deslumbramentos, de desvendamentos e observações sutis:

As muito feias que me perdoem,
Mas beleza é fundamental.

     Mas será que é fundamental mesmo? Para o nascimento do amor entre duas pessoas, a beleza é fundamental? Os gregos já debatiam essa questão desde os tempos de Sócrates, Platão e Aristóteles.
     Se bem que o que realmente interessava a eles era o conceito filosófico da beleza, pois desconheciam a grandeza, a sublimidade e os mistérios do amor que une um homem a uma mulher, conforme conhecemos hoje.
     Mas devo confessar que sobre esse tema aprendi muito lendo o livro de um grego, O Banquete, escrito pelo fiósofo Platão.
     Não devemos esquecer que, sendo ou não fundamental, a beleza é relativa. A mulher que é bela para mim, pode não ser bela para outro homem; o homem que é belo para uma mulher, pode não ser belo para outra mulher.
     E nem sempre a beleza está só nos traços físicos. Ninguém até hoje soube explicar de maneira clara e convincente o que é e de onde brota a "beleza interior", que faz pessoas feias, no conceito clássico da beleza, despertarem o amor e conquistarem o coração de pessoas bonitas. É um tema que permanece aberto ao debate, e jaz no terreno do relativo. 
     Também não estou esquecendo que existe a "beleza universal", aquela que deixa a todos silenciosos e maravilhados.
     Quando falo de beleza universal, penso em mulheres como a lendária grega Helena de Tróia, ou na mais lendária ainda rainha egípcia Nefertite, cujo nome significava “a beleza está presente”, ou na mulher (também egípcia, e rainha) que colocou dois generais romanos ajoelhados aos seus pés, e despertou a curiosidade e a inveja das mais belas mulheres romanas da época, Cleópatra; ou em qualquer outra mulher do cenário artístico moderno nacional ou mundial, conhecidas ou não do leitor.
     Escrevendo sobre a relatividade da beleza, o cáustico, irônico, irreverente e pseudo-ateu Voltaire, que ainda que tenha morrido em um estado espiritualmente deplorável, durante toda a sua vida mostrou-se mais crente do que muitos crentes que eu conheço hoje, disse, no seu famoso Dicionário Filosófico, que se perguntarmos a um sapo o que é a beleza, ele nos dirá que é a sua sapa, “com os dois olhos exagerados e redondos encaixados na cabeça minúscula, a boca larga e chata, o ventre amarelo e o dorso pardo”.
     Bem, o fato é que gosto não se discute. Beleza sim. E como eu e o leitor não alimentamos nenhum desejo de morar no brejo, nem temos nenhum apetite por mosquitos, deixemos Voltaire e o seu casal de sapos filosofando no pântano, e encerremos este artigo com o belíssimo poema de Gióia Júnior, Jesus, Alegria dos Homens. O tema que inspirou e levou o poeta Gióia a escrever seu poema, é o ícone máximo da beleza para nós, cristãos-evangélicos: Jesus Cristo.

JESUS, ALEGRIA DOS HOMENS
Gióa Júnior











Nesta hora de incerteza, de cansaço e de agonia,
nesta hora em que, de novo, a guerra se prenuncia,
neste momento em que o povo não tem rumo, nem tem guia;
Ó Jesus, agora e sempre, Tu és a nossa alegria!

Nesta hora seca e torpe, de vergonha e hipocrisia,
quando os homens apodrecem nos banquetes e na orgia,
nesta hora em que a criança atravessa a noite fria;
Tu és a nossa esperança, Tu és a nossa alegria!

Alegria manifesta, que brotou e se irradia
de uma simples e modesta e sublime estrebaria,
alegria nunca ausente,
alegria onipotente
que palpita para o crente
e faz dele um novo ser;
alegria cristalina,
doce, mística, divina,
que nos toma e nos domina
e nos enche de poder.

Tu és a nossa alegria! Santa alegria, Senhor,
que nos une e nos separa e nos fecunda de amor!
Por isso cantamos hinos, temos prazer no louvor,
mesmo nas horas escuras do afastamento e da dor.

Cantai, ó povos da terra!
Trazei harpas e violinos,
oboés, cítaras, guitarras,
harmônios, címbalos, sinos,
clavicórdios e fanfarras,
coros de virgens e mártires, de meninas e meninos!

Cantai, ó povos da terra!
Trazei avenas e tubas, flautas, flautins,
clarinetas, celos, clarins
e tambores
e metálicas trombetas e puríssimos cantores!

Cantai, ó povos da terra!
Trazei pássaros e fontes, bulícios, rios e ventos,
rochas, árvores enormes, alvos lírios orvalhados, palmas viçosas luzindo,
sons da noite, vozes múltiplas dos animais e das águas,
das pedras e dos abismos, das florestas intocáveis
e dos mundos subterrâneos, sons da madrugada clara:
estalos de galhos verdes. Doces ruídos domésticos: talheres e louças brancas.
Sons de fábricas, ruídos de teares e bigornas, de madeiras e metais,
passos pesados de botas de militares eretos,
passos macios e quentes de rosadas colegiais.

Cantai, ó povos da terra!
Cantai de noite e de dia,
na tarde pesada e morna,
na manhã ágil e fria,
na aflição, ou na ventura,
ao nascer, ou na agonia:
Jesus - Senhor dos senhores,
Tu és a nossa alegria! Tu és a nossa alegria! Tu és a nossa alegria!
Jefferson Magno Costa

4 comentários:

  1. Estou preocupada com a importância que as mulheres dão a Beleza. Porque, infelizmente, muitas delas estão se limitando a investir na Beleza estética, corporal. Pra mim, mais do que a Beleza, a Inteligência sim, é fundamental! Inteligência inclusive para rejeitar os limitados padrões de beleza. Os padrões estéticos herdados dos europeus não me convencem em relação a beleza. Não creio que uma população escura, de traços fortes, altura mediana e corpo nada esguio, deva sofrer pra se enquadrar nos padrões de beleza impostos pelas revistas e telenovelas. Percebo uma valorização exacerbada da aparência, em detrimento da essência. Muitas mulheres que sofrem em dietas malucas, gastando mais dinheiros do que realmente têm em salões de beleza. E pra quê? São pessoas fúteis tentando manter seus companheiros fúteis ao seu lado.
    As vezes dou uma volta pelos blogs femininos e em muitos deles vejo uma máxima: dicas de beleza. Eu vou dar uma dica de beleza. Por favor levem minha dica a sério. AGRADEM O NOIVO! Cuidem da beleza incorruptível, que não envelhece. Cuidem para que sua beleza não esteja limitada ao uso de jóias e tranças. Mas que seja a "sabedoria" a formosura sem igual que qualquer mulher deva buscar. Por que já vi inúmeras mulheres belas com casamentos, vidas e relacionamentos com seus filhos destruídos, mas nunca vi uma mulher sábia perder seu casamento e ver sua vida arruinada...
    Vejo mulheres como Abigail, Rute, Déborah, Ester, Dorcas serem louvadas por sua essência. E é exatamente isso que agrada o Noivo. Se você é uma mulher sábia evidentemente não vai deixar de se arrumar e procurar, com simplicidade, parecer sempre bela. Em primeiro lugar agradando o Noivo eterno e em decorrencia disso, seu parceiro nessa jornada efêmera aqui da terra.
    Eu sei que seu post não se trata disso Pastor Jefferson, perdão pelo desabafo. Mas vejo que as mulheres cristãs da minha geração estão surtando, agora que 'podem' usar maquiagem, jóias e roupa esporte, a vida de muitas agora se resume a isso! Francamente... O que está acontecendo com seus valores e moral cristã? Sou uma mulher inteligente,organizada, trabalhadora,carinhosa, boa filha, boa esposa e serei uma boa mãe. Se meu esposo me deixar por outra mais magra ou mais jovem, ou loira. Só vou entender isso como uma falha no caráter dos homens de hoje. Porque não me limito ao 'frasco' assim como um perfume, o que tenho dentro é mais do que minha aparência... Jesus é o que tenho de mais belo, ele é a minha essência!

    ResponderExcluir
  2. Prezada irmã Susana: Achei seu comentário tão relevante, instigante e pertinente, que resolvi postá-lo como um artigo do Sublime Leitura. Ele é completo em si mesmo, mas vou tentar fazer o assunto avançar mais um pouquinho, tecendo outras rápidas e provocativas observações. Espero que outros leitores entrem também no debate para enriquecê-lo ainda mais.

    ResponderExcluir
  3. Caro Pastor Jefferson !...
    A real beleza deve estar na "Estética do Caráter", homem ou mulher de "Deus", busca sempre por tal, pois "Estética do corpo é modismo, mas estética da alma é realização" é o fundamento de nossas buscas" Beleza do Caráter !. Deus abençõe a todos! Temos que de nos cuidar la do CAIADO. !!
    vlw !!!

    ResponderExcluir
  4. Sim, prezado irmão Élvio. E Deus nos vê muito além da nossa aparência. Ele conhece o nosso interior, o nosso coração, se é belo ou feio (1Sm 16.7).

    ResponderExcluir

Marcelo disse...

A Paz de CRISTO,

Pr Jefferson,desculpe-me usar esse sublime espaço para perguntas,mas:

O LIVRO QUE APARECE NO SEU BLOG SOBRE UM MÉDICO QUE RELATA À CRUCIFICAÇÃO DE CRISTO É POSTADO PELO IRMÃO OU...É BOMMM?!

31 de janeiro de 2011 21:25

Jefferson Magno Costa disse...

Não, não é bom, prezado irmão e amigo Marcelo Pires: é fantástico, é excelente, é único no mundo em seu gênero. É iniqualavelmente esclarecedor, e capaz de levar um rochedo às lágrimas. Recomendo-o a toda e qualquer pessoa que tenha algum interesse por Jesus Cristo.

1 de fevereiro de 2011 11:01