segunda-feira, 21 de novembro de 2011

12 PROVAS DE QUE JESUS NÃO FOI UM HOMEM IGUAL A MIM E A VOCÊ, E SIM O PRÓPRIO DEUS ETERNO QUE NOS VISITOU

Jefferson Magno Costa
     Jesus está acima de todas as grandes personalidades que marcaram a história da humanidade. Ele é superior a todas elas. Ao aparecer no mundo, o impacto que ele causou foi tão grande que a História foi dividida em antes e depois dele. Jesus não foi uma pessoa igual a mim ou a você, ou a qualquer grande nome da história. Ele é inigualável. Eis 12 provas disto.

1a. prova - JESUS DISSE QUE CRER NELE É O ÚNICO CAMINHO PARA A SALVAÇÃO
     Quem tem poder de salvar, a não ser Deus? Jesus Cristo afirmou ser Deus ao declarar: “Por isso quem Crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus” (João 3.36).
     Ele mostrou que é igualmente importante crer em Deus e crer nele: “...crede em Deus, crede também em mim” (João 14.11).
Mas por que razão nossa fé deve ser projetada nele? Jesus nos diz o porquê: “...Eu sou o caminho, e a verdade e a vida: ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14.6). Sendo Deus, Jesus mostra o valor do seu nome: “E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei” (Jo 14.13,14).

2a. prova - JESUS DISSE QUE DEVEMOS AMÁ-LO ACIMA DE TUDO
     Jesus Cristo exigiu também para com a Sua pessoa o mesmo amor que devemos ter para com Deus: um amor que deve estar acima de todas as coisas. Ora, se por acaso Cristo não fosse Deus ou não tivesse consciência de sua divindade, faria ele exigências tais como suportar com alegria e perseverança as perseguições, por amor a Ele? Mateus 5.11,12: “Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, pois é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós”.
     Por amor a Ele devemos, se necessário, sacrificar nossa própria vida (Mateus 10.39; 16.24,25). Devemos amá-lo mais do que aos nossos próprios parentes (Mateus 10.37).
      Só quem tem consciência de ser Deus faria tais exigências, e Jesus Cristo as fez por ser o próprio Deus visitando a humanidade por Ele criada.
    E o número dos que o amam, o servem e morrem na esperança de um dia ressuscitar e reinar com Ele é cada vez maior – fato que não ocorre na vida de simples homens!
     “Por que caíram todos os impérios da Antiguidade?” perguntou um antigo historiador. “Por que a consciência humana não palpita ao recordar os heróis que já passaram? A força e a política, o talento e as riquezas aliaram-se em algumas ocasiões para sustentar esses tronos que pareciam eternos? 
     Como é que apesar de contar com todos os recursos humanos, nenhuma instituição, nenhum império sobreviveu na história? Porque eram obra do homem, e o homem e tudo quanto lhe pertence leva impresso o selo do transitório e do perecedouro; a mão do tempo fere sem cessar os organismos mais fortes e acaba pondo-os em ruína, fim das grandezas humanas.”
     Sim, reis, conquistadores, impérios e governos caíram, porque não eram Deus nem de Deus. Só Jesus Cristo é um Sol sem ocaso, luz irradiante que brilha sempre com a mesma intensidade, sem que o tempo, as perseguições e a descrença tenham podido diminuir seus fulgores.
     O Reino de Jesus Cristo não tem fim, e um número cada vez maior de seres humanos continua sendo alcançado por sua obra redentora realizada há dois mil anos na cruz do Calvário. Seu nome está sendo a cada dia mais pronunciado, e sua mensagem se apossa dia a dia do coração da humanidade, e está hoje mais viva e vitoriosa do que nunca!
 
3a. prova - JESUS REALIZOU MILAGRES EM SEU PRÓPRIO NOME
     Jesus deixou bem claro que realizava milagres em seu próprio nome, como um ato de sua vontade: “E eis que um leproso, tendo-se aproximando, adorou-o, dizendo: Senhor, se quiseres, podes purificar-me. E Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe, dizendo: Quero, fica limpo! E imediatamente ele ficou limpo de sua lepra” (Mateus 8.2,3).
     Os milagres aconteceram através da fé que os doentes tinham no poder de Jesus Cristo: “Tendo ele entrado em casa, aproximaram-se os cegos, e Jesus lhes perguntou: Credes que eu posso fazer isso? Responderam-lhe: Sim, Senhor. Então lhes tocou os olhos, dizendo: Faça-se-vos conforme a vossa fé” (Mateus 9.28,29). E os cegos foram curados!
 
4a. prova - JESUS CUROU TODO TIPO DE DOENÇAS
     “E vieram a ele multidões trazendo consigo coxos, aleijados, cegos, mudos e outros muitos, e os largaram junto aos pés de Jesus; e ele os curou” (Mateus 15.30). Veja também Mateus 11.4,5.
 
5a. prova - JESUS DEMONSTROU TER DOMÍNIO SOBRE A NATUREZA
     Ele revelou ser o próprio Deus entre nós, ao exercer domínio sobre a Natureza: “Acudiu-lhes então Jesus: Por que sois tímidos, homens de pequena fé? E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez grande bonança. E maravilharam-se os homens dizendo: Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?” (Mateus 8.26,27). Veja também 14.25-33.

6a. prova - OS PRÓPRIOS DEMÔNIOS TEMIAM E OBEDECIAM JESUS
     “Não tardou que aparecesse na sinagoga um homem possesso de espírito imundo, o qual bradou: Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus. Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te, e sai desse homem. Então o espírito imundo, agitando-o violentamente, e bradando em alta voz, saiu dele. Todos se admiravam, a ponto de perguntarem entre si: Que vem a ser isso? Uma nova doutrina? Com autoridade ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!” (Macos 1.23-27). Veja também Mateus 8.16.

7a. prova - JESUS CONCEDEU ESSES PODERES AOS SEUS DISCÍPULOS
     Jesus Cristo delegou poder e autoridade aos seus discípulos, permitindo-lhes que realizassem os milagres que Ele realizava, e expulsassem demônios:
     “Tendo chamado os seus doze discípulos, deu-lhes Jesus autoridade sobre espíritos imundos para os expelir, e para curar toda sorte de doenças e enfermidades” (Mateus 10.1). Veja também Mateus 10.8; Marcos 16.17,18.
    "Então regressaram os setenta, possuídos de alegria, dizendo: Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome! Mas ele lhes disse: Eu via a Satanás caindo do céu como um relâmpago. Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo, e nada absolutamente vos causará dano” (Lucas 10.17-19).
     Observe-se que todos os discípulos estavam conscientizados de que o poder de realizar milagres não estava neles, e sim emanava de Jesus Cristo, da fé que depositavam no nome do Salvador. É o que prova o episódio da cura do coxo na porta do templo, chamada Formosa (Atos 3.1-16).
     Após o milagre, Pedro disse no seu discurso ao povo: “Pela fé em o nome de Jesus, esse mesmo nome fortaleceu a este homem que agora vedes e reconheceis; sim, a fé que vem por meio de Jesus, deu a este saúde perfeita na presença de todos vós” (Atos 3.16). Veja também Atos 9.32-40.

8a. prova - JESUS AFIRMOU E DEMONSTROU TER PODER DE RESSUSCITAR MORTOS
     Esse poder está nele, e Jesus ressuscita a quem Ele quiser: “Pois assim como o Pai ressuscita e vivifica os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem quer” (João 5.21). João 11.25:
     “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.” Veja também Lucas 7.11-17 (a ressurreição da filha de Jairo), e João 11.1-53 (a ressurreição de Lazáro).

9a. prova - JESUS AFIRMOU TER PODER DE RESUSCITAR A SI MESMO
     “Por isso o Pai me ama; porque eu dou a minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu pai” (João 10.17,18).

10a. prova - JESUS AFIRMOU TER PODER DE PERDOAR PECADOS
      Sendo Deus, Jesus Cristo é o único que tem poder de perdoar pecados: “Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados. Mas alguns dos escribas estavam assentados ali e arrazoavam em seus corações: Por que fala ele deste modo? Isto é blasfêmia! Quem pode perdoar pecados, senão um, que é Deus? E Jesus, percebendo logo por seu espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: Por que arrazoais sobre estas coisas em vossos corações? Qual é mais fácil, dizer ao paralítico: estão perdoados os teus pecados? Ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito e anda? Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados – disse ao paralítico: Eu te mando: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para a tua casa. Então ele se levantou e, no mesmo instante, tomando o leito, retirou-se à vista de todos, a ponto de se admirarem todos e darem glória a Deus, dizendo: Jamais vimos coisa assim” (Marcos 2.5-12). Veja também Lucas 5.20-26, e 7.48-50.
     Jesus Cristo é Deus! Nenhum ser humano, em toda a história da humanidade, ousou fazer semelhantes afirmações sobre sua própria pessoa, e provou a veracidade dessas afirmações, conforme fez Jesus. 
     Ao examinarem os testemunhos que Ele deu de si próprio, ao considerarmos o poder, a majestade e o supremo domínio demonstrados por Ele, temos de reconhecer que, apesar de humano, Ele possuía uma segunda natureza: Era o próprio Deus entre nós.

11a. prova - JESUS AFIRMOU SER A LUZ DO MUNDO
     “De novo lhe falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas, pelo contrário, terá a luz da vida” (Jo 8.12).

12a. prova - JESUS AFIRMOU SER O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA
     “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; ninguém vem ao pai senão por mim” (João 14.6).
     Portanto, Jesus não foi simplesmente um homem, conforme se convenceu o imperador Napoleão Bonaparte. Ele é o centro do universo. Ele é maior do que o universo. Jesus é Deus!
Jefferson Magno Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Clique na imagem)

(Clique na imagem)

Visitantes recentes

Top 10 Members

.

.